segunda-feira, janeiro 31, 2011

sobre participação no filme - pesquisas, sonhos e amizades no que vai dá


Fábio Carvalho

 para mim
mostrar detalhes 29 jan (2 dias atrás)
Bebet, como faço para te passar o material que tenho da Elza.
Beijo
Fábio


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Oi querido, obrigada pelo contato!
estou indo pra Trancoso filmar com a Elza Soares na festa de Iemanjá e volto na quinta e t ligo, qual é o celuar? oi tem como vc me falar um pouco deste material, do q se trata? posso falar disso no blog?
bj

Elizabete Martins Campos
 

quinta-feira, janeiro 13, 2011

Elza, Brasil arte e filosofia

"E o carnaval
Ciência e filosofia
Que domina o mundo inteiro
Simplesmente em três dias", trecho da letra da música "Lata D'Água" , de Elza Soares

quarta-feira, janeiro 12, 2011

Um dia, em BH, com Elza Soares

 Sempre que estamos juntos,  seja nas pesquisas do longa metragem... filmando, falando de produção, plantando sonhos, tomando café,  algo muito especial acontece. 
O encontro, Elza Soares, Bruno Lucide, Elizabete Martins, Tatiana Tonucci e tantos outros queridos que nos cercam com palavras doces é o que nos dá coragem para seguir nessa alegria, carinho,  humor e trabalho. 
O processo criativo, o dia a dia com a Diva dos palcos e da vida,  nos revela como ela diz: “estamos aprendendo o tempo todo”. É estamos aprendendo, isso vale a pena. 













  



video





I EDIÇÃO DA FESTA: DA REZA DO SANTÚ FORTE Homenagem a Elza Soares



 "Levei o meu samba para mãe de santo rezar, contra mau olhado carrego meu patuá"

Ano de Iansã, Feriado de São Sebastião, Santo protetor dos cariocas, São Jorge e Dia Nacional de Combate à Intolerância religiosa.

O que acontece quando 04 amigos produtores supersticiosos, Sylvia Braune, Erika Castro, Fernando Coolbano e Roberto Reis, se juntam para fazer uma festa? Acontece a I edição da Festa da Reza do Santú Forte, dia 21 de Janeiro de 2011, no Espaço Acústica, a partir das 22 horas de sexta-feira, dia dedicado à “Oxalá” e, faremos uma bela homenagem a Elza Soares, que se tornou popular com as canções "Se Acaso Você Chegasse", "Mas Que Nada", entre outros sambas de sucesso.

O Santo da I Edição? Claro que, São Jorge, o protetor dos cariocas.

Sobre a Elza Soares

Recebeu indicações ao GRAMMY Awards e, foi eleita pela BBC de Londres "a cantora do milênio".

Em 2010, Elza Soares terminou de gravar seu último álbum "Arrepios" em parceria com o músico e compositor, João de Aquino e produzido pela Pivetz. Desde 2008, a vida e obra da cantora é tema do projeto de longa metragem "http://elzasoaresavozdobrasil.blogspot.com" dirigido pela cineasta Elizabete Martins Campos.

O filme traz shows, depoimentos, além de fatos inéditos da vida criativa e pensamentos da cantora.

Sobre A Festa

Um oásis em uma cena dominada por estilos musicais importados, as festas de MPB são alegres, contagiantes e conquistam também pela despretensão.

A festa vai ferver ao som de hits da tropicália e de sambas, frevos e marchinhas, com um "set list" que inclui lambadas, carimbós e funk carioca, sabemos que, conquistaremos adeptos contumazes com os Dj´s: Bob Reis, Lencinho e Matheus Puertas em 03 pistas diferentes.

Gente bonita e “Antenada”, que gosta de dançar, cantar e, principalmente, se identifica com a música que está rolando.

Chegaremos com São Jorge e muito sal grosso para começarmos 2011 com o pé direito.

Atrações:Teremos performances da Action Music, com a Cia.KUBANU, que detém na internet quase 8 mil views, os DJ´s: Bob Reis, Lencinho, Matheus Puertas, Participação especial da cantora Elza Soares, a Baiana Sonia e seus já conhecidos acarajés e muitas surpresas ao longo da noite.

E viva a REZA e Salve Jorge!

SERVIÇO DA FESTA DA REZA DU SANTU FORTE: Santo da noite – São Jorge
Data: 21 de Janeiro – Sexta-Feira Hora: A partir das 22 horas
Espaço Acústica - Praça Tiradentes N 2 a 4 - Centro – www.espacoacustica.com.br
Atrações: Convidada especial da noite: Elza Soares, os Dj's Bob Reis, Lencinho e Matheus Puertas, Action Music da Cia Kubanu, entre outras grandes surpresas noite adentro.
Ingressos:
Na hora R$40,00 – Pagamento em dinheiro na hora
Antecipado R$30,00
 Entrada: R$ 30,00 (antecipado no site www.ticketronic.com.br ou na loja Acústica Perfeita - Rua da Carioca, 43 - Centro, Rio de Janeiro - 9h às 18h – Tel 2222-7525) 
Maiores informações no telefone: 80070916 ou 2245.1770
ATENÇÃO: CAPACIDADE PARA 800 PESSOAS! SUJEITO A LOTAÇÃO!

SERVIÇO DE VALLET NO LOCAL: R$ 10,00

E AÍ? VAI PERDER A FESTA MAIS CARIOCA DA CIDADE??!




--
Sylvia Braune
Assessoria de Imprensa
Almacarioca Assessoria e Produções
55+21I8007.0916 -TIM
55+2245.1770
Email:almacarioca.assessoria@gmail.com

sábado, janeiro 08, 2011

Teaser novo (teste) Elza Soares A Voz do Brasil (título provisório)

Sobre o Filme
O projeto prevê interatividade junto ao público para definição do título oficial do filme, bem como participação em filmagens e em redes sociais na internet.

Interessa o Brasil que vence. A nação que ultrapassa seus próprios limites, representada por Elza Soares e demais personagens que cruzam a sua jornada -- povo visível e invisível.

O filme mostra a trajetória de vida e arte, o pensamento, os caminhos de lutas e conquistas desta artista que afirma: "my name is now".

A voz, desta mulher forte e inventiva, que se tornou um ícone no Brasil e no Mundo-- é o fio condutor da narrativa cinematográfica que mistura realidade, lirismo e poética musical. Quando essa voz fala, fala muito alto. E toca fundo, porque é a fala legitimamente brasileira.

O enredo, construído a partir de imersões no cotidiano de Elza Soares e seu entorno, cria um paralelo entre os dias atuais, mostrando a efervescência cultural e artística aliada à força da natureza, tendo como base a música brasileira, passando pelo samba, bossa nova, jazz, blues, rock, rap, funk, canções populares, ritos e cantos.

Nas filmagens, importa a relação que Elza Soares e seus parceiros estabelecem com os temas: criatividade, arte, música, mitos e crenças, gênero, raça, carnaval, futebol, memórias, tradições, costumes e construção do futuro.

Elza Soares atrai muita gente, e gente boa de serviço, entre eles, Chico Buarque, Garrincha, Lobão, Caetano Veloso, Arnaldo Antunes, Luiz Melodia, Nando Reis, Fred 04, Marcelo D2, grupo Farofa Carioca, Dom Salvador, Vander Lee, Zé Miguel Wisnik, Jorge Ben Jor, Teuda Bara e Inês Peixoto do Grupo Galpão, Nelson Pereira dos Santos, Lais Bodanzky, Ruy Castro e Tutti Maravilha.

O longa metragem, com 120 minutos, produzido pela IT Filmes, Comunicação e Entretenimento, conta com a parceria e experiência da cantora Elza Soares, da cineasta e jornalista Elizabete Martins Campos, da montadora Karen Harley, do diretor artístico musical João de Aquino, do grupo O Grivo, do produtor musical Bruno Ludice, do diretor de fotografia Beto Magalhães, entre outros.

Participe! Faça parte desta história! itcanal@gmail.com

Novidades

quinta-feira, janeiro 06, 2011

arte Fernando Luz

No limiar do sonho e realidade

O projeto prevê interatividade junto ao público para definição do título oficial do filme, bem como participação em filmagens e em redes sociais na internet.

O filme com a cantora Elza Soares trata da força de um ícone cultural, musical, estético, linguístico, mediático e popular, que representa o estado criativo de um povo e suas manifestações. O projeto busca parceiros para lançamento.
Aprovado pela Agência Nacional do Cinema – ANCINE, é produzido pela IT Filmes, Comunicação e Entretenimento, dirigido pela cineasta e comunicadora social Elizabete Martins Campos e conta com a parceria e experiência de profissionais como a montadora Karen Harley, o diretor artístico musical João de Aquino, o grupo O Grivo, o produtor musical Bruno Ludice, o diretor de fotografia Beto Magalhães e a consultoria dos cineastas Nelson Pereira dos Santos e Sávio Leite.
No filme, Elza Soares representa os mais diversos personagens determinantes na nossa história. Sua voz como guia/roteiro  junto às músicas, composições e poética, emana impressões das culturas brasileiras:  harmonia, ritmo, futebol, crenças e costumes, que impregnam esta artista, entendida como Macunaíma, em um espaço e tempo fílmico da civilização.
Esse trabalho enxerga no cinema um meio de pensar e expandir o porquê das coisas, por isso o processo criativo e as estratégias na sua feitura são tão importantes quanto exibições.
Um filme-opereta-musical: Elza Soares atriz na vida, na arte de criar, vozinstrumento que contracena junto a inúmeros brasileiros – inconsciente coletivo – impregnados de sons e ritmos.
“My name is now”, Elza Soares
Ao revelar suas impressões formadas ao longo de sete décadas de vivências  (foi chamada de “minha filha” por Louis Armstrong e, no ano 2000, eleita “Cantora do Milênio” pela BBC de Londres), Elza Soares encarna o sagrado e o profano imanentes em nosso processo criativo.
No filme se cria um paralelo entre Elza e os dias atuais, mostrando a efervescência cultural e artística aliada à força da natureza. A música, passando pelo samba, bossa nova, jazz, blues, rock, rap, funk, canções populares etc assim como os bastidores destas façanhas, são  mote para alimentar a narrativa.
Quando essa voz fala, fala muito alto. E toca fundo, porque é a fala legitimamente brasileira.
Sinopse – 1º tratamento
No universo de Elza Soares existem forças incríveis. Ela é fênix, louca, sem datas, criativa e encarna a essência do brasileiro. A voz e a trajetória desta mulher, que se tornou um ícone, conduzem a narrativa cinematográfica que mistura músicas, experimentos, revelações e provoca uma história real e de fadas.
INSPIRAÇÕES
Esta obra é baseada na poética musical brasileira, em bolinhas de gude e sabão, sonhos e varinha de condão, carnaval e futebol, Festa de São Jorge, Iansã, Iemanjá, mitos e lendas, invenção, imersão e inversão.
“Eu quero Blues
que me tire do pecado
e da cruz

Eu quero blues
que me afaste do escuro
e traga luz.

Cansei de chorar
Cansei de sofrer
Cansei de sangrar
Eu quero blues
Que me traga
só prazer e gozo…” Elza Soares

ELZA SOARES é uma artista múltipla. Sua discografia traz mais de 110 obras fonográficas, entre compactos, LP’s, Cd’s, DVD’s e participações. No cinema, atuou e/ou interpretou músicas em filmes como: “Rio, 40 Graus”, de Nelson Pereira dos Santos (1955), “O Vendedor de Linguiça” dirigido por Glauco Mirko Laurelli (1962); “Um Caipira em Bariloche” de Pio Zamuner e Amacio Mazzaropi (1973); Lisbela e O Prisioneiro, de Guel Arraes (2003), “Garrincha- A Estrela Solitária” de Milton Alencar (2003); “Muito Gelo e Dois Dedos D’água”, de Daniel Filho (2006), “Chega de Saudade” de Laís Bodanzky (2008), “Elvis & Madona”, de Marcelo Laffitte, “Elza” de Izabel Jaguaribe e Ernesto Baldan. No teatro atuou ao lado do ator Grande Otelo, dentre outros. Agora, dedica-se ao projeto deste longa-metragem, com título provisório Elza Soares- A Voz do Brasil, de Elizabete Martins Campos, que mistura ficção e documentário.